O interior na Cidade Grande

   

 O interior na Cidade Grande

Queridos Pirassununguenses, meus caros cumprimentos. Hoje trago uma nota bastante interessante, que nos mostra um nicho de mercado, muito criativo, e que deu certo! Foi criado em uma rua residencial de Goiânia, a meio da agitação da capital e de arranha-céus, uma propriedade, uma “Mini Fazenda”, onde são comercializados diversos produtos à base de carne suína, entre outros produtos de cunho orgânico. Esse comercio leva o nome de “Só Caipira”, e surgiu como uma extensão da fazenda de uma família, tradicional na produção de suínos caipiras, ou seja, porcos tipo banha. “A ideia foi ampliar a distribuição dos produtos artesanais do interior para a capital”, afirma Andreia Souza proprietária da mini fazenda "Só Caipira" (Boletim Diário Suinocultura Industrial, 24/05/17). Hoje esse local virou um ponto de encontro, um local de visitação familiar; e vale a pena ressaltar que a ideia desse comércio surgiu após a família detectar que não conseguia consumir, nem distribuir toda a produção excedente da fazenda. Esse comércio estabelecido em um antigo casarão colonial da capital de Goiás, tem um grande valor histórico para a família. Foi então organizado um espaço para não somente resgatar a história familiar, mas também para auxiliar a resgatar a história de cada um que encontra nos produtos da mini fazenda, um elo com sua própria história, e ou com a história de seus avôs e seus entes queridos. A empresária Andreia Souza afirma que, depois que os pesquisadores divulgaram as propriedades nutricionais da carne suína e da banha do porco, ela teve a ideia de comercializar a carne processada na cidade. Assim, foi resgatada uma receita clássica que é a de carne de lata, receita em que após a retirada da carne, a banha de porco é devidamente processada para em alguns casos, realizar o preparo dos alimentos, substituindo assim, o óleo vegetal. Além da carne de lata, é difundida também receitas com a carne e a pele do porco, muito apreciada pelos exigentes clientes. É ressaltado pela empresária que o fato dos porcos não serem alimentados com lavagem e somente com rações balanceadas e estarem dentro de um padrão sanitário de elevado nível (vermifugações e vacinações), garante a qualidade da carne e de qualquer outro produto oriundo do plantel. A maior gratificação da Mini Fazenda é a de que os clientes relembram e revivem reuniões onde se serviam pratos à base de porco tipo banha. Essa é a memória que a empresária deseja resgatar, que deseja trazer à tona em seus clientes e amigos. É aquela lembrança da casa e da comida de nossos avôs, de nossos tios avôs, de nossos pais, enfim... Isso se torna muito interessante, em especial, porque hoje já se findou o estigma de que a carne de porco não é saudável. Esse mito já caiu por água abaixo! A carne suína é saudável e faz bem, além de ser saborosa e nos trazer saudosismo quando nos recordamos de vivências como a dessa empresária que trouxe, na forma desse nicho de mercado com produtos diferenciados e de valor agregado, essa memória familiar!  Vamos então preparar uma bela receita para a confraternização desse final de semana. Saudações fraternas.

 

Carne na lata: 

A carne na lata é principalmente um elemento antropológico da gastronomia. Como processo de conservação, as carnes eram fritas até perderem bastante líquido e então armazenadas em latas imersas em gordura. No caso do suíno a gordura tem sabor delicioso e intenso, valorizando todos os pratos onde essa carne for utilizada.

 
Receita do Arroz Preparado com a Carne na Lata

(https://blogdocheftaico.com/arroz-com-carne-na-lata)

Tempo de preparo: 20 minutos. Serve 04 pessoas

Ingredientes:

-    200g de carne da lata.

-    01 xícara de torresmo.

-    02 colheres de sopa de banha.

-    02 xícaras de arroz.

-    01 cebola picada.

-    01 dente de alho picado.

-    Pimenta calabresa.

-    Salsinha batidinha.

-    Sal.

Modo de Preparo:

1.    Aqueça a carne na gordura.

2.    Retire a carne e corte em cubos.

3.    Frite o torresmo na gordura e reserve.

4.    Volte a carne para a panela com a cebola, alho e a pimenta.

5.    Refogue bem e  adicione o arroz.

6.    Refogue bem e cubra com água fervente acertando o sal.

7.    Cozinhe até ficar sequinho.

8.    Desligue o fogo e junte a salsinha.

9.    Enfeite com o torresmo e bom apetite.

 

(Fonte: https://www.google.com.br/search?q=arroz+com+carne+na+lata&source=lnms&tbm=isch&sa=X&ved=0ahUKEwiOv5Wa8erTAhVKIJAKHUCvBBMQ_AUIBygC&biw=1920&bih=901)