Olhando a Suinocultura Com Outros Olhos.

   

A Suinocultura Brasileira assume diferentes formatos, principalmente devido à grande área territorial nacional em que está distribuída; uma vez que sofre influências de diversas formações raciais e culturais. Nossa suinocultura é tão abrangente que vai desde pequenos produtores associados a grandes integradores (empresas que possuem parceria na produção do suíno), como na região sul do país, até a grandes e independentes produtores, típicos da região sudeste do Brasil. Atualmente, a suinocultura é um segmento empresarial. Empresarial?????? É. Empresarial. A criação de porcos no fundo de quintal já não existe mais. O consumidor que não se preocupa com a procedência da carne que está comprando, também já não existe mais. Isso porque a suinocultura mudou e assumiu um lugar importante na economia nacional e internacional. Tomo a liberdade de apresentar alguns dados de um atual livro (Mapeamento da SUINOCULTURA BRASILEIRA; SEBRAE/ABCS; Brasília, 2016), o qual apresenta dados que nos orgulha de sermos consumidores de carne suína. De pertencermos a cadeia produtiva do setor suinícola. Viu?! Aposto que depois dessa apresentação, você irá olhar a suinocultura com outros olhos.... Então, vamos lá! Você sabia que o plantel reprodutivo brasileiro é de aproximadamente 1 milhão e 700 mil reprodutores que geraram para o mercado 39 milhões e 300 mil suínos para abate no ano de 2015? Em relação ao PIB (Produto Interno Bruto) a suinocultura somou cerca de R$63 bilhões, sendo a movimentação da cadeia produtiva de suínos de R$150 bilhões. Toda essa cadeia produtiva, isto é, toda a produção tecnificada está alicerçada em 3 mil granjas de produção e cerca de 15 mil granjas de engorda de suínos. Isso fez com que no ano de 2015 (dado mais recente) a produção de suínos para o abate tenha movimentado nada mais do que R$16 bilhões. Em um momento tão difícil em que o país se encontra, e em que o povo somente deseja uma única coisa: um emprego, ficamos felizes em divulgar que a suinocultura empregou 126 mil pessoas (no ano de 2015) de forma direta, o que significa uma massa salarial de aproximadamente R$3 milhões. Além disso, temos ainda os empregos indiretos que a suinocultura gerou: cerca de 924 mil. Então, podemos verificar que ao degustarmos uma deliciosa receita a base de carne suína, estamos contribuindo para mais uma família possuir uma renda, vinda é claro da produção da suinocultura brasileira. Então vamos ligar para um parente ou um amigo ou amiga nossos e trocarmos uma receita para podermos fazer um belo prato para ser degustado com um sabor especial: sabor de BRASIL!