Paralelos Pensados 2ª Parte

   

Eu sou a (INVEJA), faço parte da história do homem desde a sua criação diz uma bela jovem que ostentava uma coroa de diamantes, usava braceletes e roupas de fino pano, assemelhando-se a uma princesa rica e poderosa. Como Inveja, se é rica e bonita e parece ter tudo o que deseja? diz: a mulher da casa. Há os que são  ricos, que são poderosos, os que são famosos e os que são nada disso, más eu estou entre todos. A Inveja surge pelo que não se tem é a felicidade. Felicidade depende de amor, e isto é o que de mais carece a humanidade....onde eu estou está também a tristeza.

Enquanto os invasores se apresentavam, um garoto, que aparentava cerca de cinco a seis anos, brincava pela casa. Sorridente e de aparência inocente, características de crianças, sua face de delicados traços mostravam a plenitude de jovialidade, olhos vividos....E você garoto, o que faz junto a esses que parecem ser a personificação do mal? O garoto responde com um sorriso largo e olhar profundo; eu sou o (ORGULHO) orgulho? mas você é apenas uma criança? Tão inocente como todas as outras. O semblante do garoto se transformou num ar de seriedade que assustou o casal. e ele então diz: O (ORGULHO)é como uma criança mesmo, mostra se inocente e inofensivo, mas não se enganem, sou tão destrutível quanto todos aqui, quer brincar comigo?

A (PREGUIÇA) interrompe a conversa e diz: Vocês devem escolher quem de nós sairá definitivamente de suas vidas. Queremos uma resposta. O dono da casa responde, por favor, deem dez minutos para que possamos pensar. O casal se dirige para seu quarto e lá fazem várias considerações, Dez minutos depois retornam. Então? pergunta a (GULA).  Queremos que o ORGULHO saia de nossas vidas.

O garoto olha com um olhar fulminante para o casal, pois queria ficar ali. Porém, respeitando a decisão dirige-se para a saída. Os outros, em silencio, iam acompanhando o garoto quando o homem da casa pergunta: Ei! Vocês vão embora também?
O menino agora com ar sereno e com voz forte de um orador experiente, diz: Escolheram o ORGULHO para que saísse de suas vidas e fizeram a melhor escolha, Porque onde não há ORGULHO não há COBIÇA. Pois os cobiçosos tem ORGULHO das migalhas que possuem, juntando tesouros na terra e invejando a felicidade alheia, não percebendo que na verdade são instrumentos do dinheiro.

Onde não há ORGULHO não há GULA, pois os gulosos se ORGULHAM  de suas condições e jamais admitem que o são, arrumam desculpas para justificarem a GULA, não percebendo que na verdade são marionetes dos desejos.

Onde não há ORGULHO, não há IRA, pois os irados com facilidades destroem aqueles que, segundo o próprio julgamento, não são perfeitos, não percebendo que na verdade sua IRA é resultado de suas próprias imperfeições.

Onde não há ORGULHO não há INVEJA, pois os invejosos sentem o ORGULHO, ferido ao verem o sucesso alheio seja ele qual for, precisam constantemente superar os demais nas conquistas, não percebendo que na verdade são ferramentas da  insegurança.

SAÍRAM TODOS SEM OLHAR PARA TRÁS E AO BATEREM A PORTA, UM FULMINANTE E RAIO DE LUZ INVADIU O RECINTO.

Ad Madureira Pirassununga

preliasdias@gmail.com