PM Ambiental de Pirassununga aplica mais de R$ 7 mil em pesca ilegal

Nesta terça-feira, 7, dando continuidade à denominada "Operação Piracema" pela área do 1º Pelotão da Polícia Militar Ambiental com sede em Cachoeira de Emas/Pirassununga/SP, com consequente intensificação de fiscalização voltada à preservação das espécies nativas da bacia do rio Paraná.

Assim, a equipe de patrulhamento embarcado composta pelos policiais 1º Tenente PM IVO, 3º Sargento PM Couto (estagiário) e Cabo PM Paiva com apoio por terra da viatura A-01715 integrada pelos Sargentos PMS Tavares e Marcelo (também estagiários) e Cabo PM Cantelli lograram êxito em flagrar cinco (5) indivíduos praticando pesca ilegal no Rio Mogi Guaçu nos termos da IN 25 e 26/09 do IBAMA, em pontos distintos à jusante da barragem da Usina Aratu em Cachoeira de Emas.

Diante dos fatos foram elaborados seis (6) Autos de Infração Ambiental, por "pescar em período proibido", "pescar em local proibido" e "pescar com método proibido", que totalizaram R$ 7.740,00, por violação do Artigo 36 da Resolução SMA 48/14, sendo que os infratores ainda responderão na esfera penal nos termos da Lei de Crimes Ambientais 9605/98, ficando todo material recolhido à sede do referido Pelotão PM para a destinação adequada. Os exemplares vivos de peixe da espécie Mandi foram devolvidos ao ambiente aquático.

Comentários