Santa Casa de Pirassununga é alvo de nova denúncia na Polícia

Neste inicio de dezembro, um caso foi registrado após descaso com um paciente que foi "Joga do para lá, e para cá", onde um paciente ficou a mercê de atendimento médico na Santa Casa de Misericórdia de Pirassununga/SP.

De acordo com uma cozinheira de 44 anos, moradora no jardim São Lucas, zona norte da cidade, a qual procurou o Plantão da Polícia Judiciária as 21h32 da noite desta quarta-feira, 6, sua irmã (Célia) foi diagnosticada com ascite, sendo necessário a drenagem de liquido abdominal.

No dia 01/12, Célia foi internada no hospital para tal procedimento, contudo acabou recebendo alta médica no dia 04/12, sem a realização do procedimento. O médico plantonista Dr. Felipe alegou que não poderia realizar o procedimento, que teria que ser um médico cirurgião ou “gastro”.

O médico Dr. Leandro deu encaminhamento para acompanhamento na “UBS”, contudo, nesta quarta-feira em questão, ao passar por atendimento foi informada pela médica de que não poderiam ter dado alta, que Célia deveria permanecer internada.

A cozinheira então retornou à Santa Casa, pois Célia passou mal durante realização de exame de raios-X, sendo internada novamente.

Ocorre, segundo a cozinheira, que o médico plantonista Dr. Felipe informou que não havia mais nada a fazer e que ele não poderia realizar o procedimento.

Devido a isso, até a elaboração do boletim de ocorrência não foi realizado o devido procedimento, tendo acionado a Polícia Militar na Santa Casa, sendo orientada a registrar o fato.

Fotos

Comentários