Desempregado tenta matar a companheira em Pirassununga

A Polícia Militar da cidade de Pirassununga/SP apresentou no início da manhã desta quarta-feira, 6, junto à Central de Polícia Judiciária um caso de tentativa de homicídio ocorrido no jardim Santa Clara, bairro localizado no Cerrado de Emas.

De acordo com o Cabo PM Francisco e Soldado PM Furlan foram acionados, via COPOM - 190, a comparecerem na rua Alcelio Zamaro, para atenderem ocorrência de violência doméstica.

Os policiais tinham a informação de que o agressor teria desferido uma facada contra sua companheira. Ao chegarem ao local, a vítima já havia sido socorrida ao Pronto Socorro pela Unidade de Resgate do Corpo de Bombeiros e o autor, identificado como sendo Adiel Alexandre, 48, desempregado, já tinha se evadido do local.

Os policiais deslocaram-se até o Pronto Socorro e em contato com a vítima, esta relatou o que seu companheiro é usuário de droga (crack) e de bebida alcoólica, sendo que durante toda a noite ficou andando pela casa, batendo as portas, quando por várias vezes pediu para ele parar de fazer barulho, contudo, ostentava um facão na cintura e passou a ameaçar a vítima de morte.

Ao amanhecer, o agressor exigia que a vítima levantasse da cama, tendo a puxado pela perna de forma violenta e em seguida saiu para a rua. Em dado momento, a genitora da vítima lhe informou que o autor estava discutindo com um vizinho, quando então foi até a rua para chamá-lo.

Ao vê-la, Adiel partiu em sua direção com o facão em punho e a golpeou na altura do abdome, sendo que lâmina perfurou alguns centímetros seu corpo. A lesão só não foi mais grave, pois um vizinho, ao ver o autor na eminência de esfaquear a vítima o puxou, o que então diminuiu o alcance do golpe, eis que, caso não houvesse a intervenção, o golpe poderia ter sido fatal.

Após ser esfaqueada, a vítima correu para uma residência vizinha, sendo o portão trancado para o acusado não entrar, contudo este foi até sua residência, apoderou-se de uma corrente de ferro, pulou o muro da residência vizinha, onde a vítima estava e então começou a agredir com vários socos no rosto e desferindo golpes com a corrente em suas costas.

Após a agressão o autor se evadiu, contudo ainda ameaçou a vítima de que iria atear fogo na casa com ela e os filhos em seu interior. Ainda, segundo a Polícia, o Zinho que evitou o pior foi ameaçado de morte, o qual, com medo, também se evadiu, não sendo localizado nesta oportunidade para prestar depoimento. 

Fotos
    Nenhuma foto disponível para esta matéria.

Comentários