Cavalo que sofreu maus tratos foi sacrificado

O cavalo que estava com sinais de maus-tratos e foi resgatado em um terreno no Jardim Treviso, em Pirassununga, na tarde de sexta-feira (6), teve que ser sacrificado na noite de sábado (7). O dono do animal foi multado e vai responder por crime. A morte do potro de 2 anos por eutanásia foi confirmada nesta segunda-feira (9) pelo Hospital Veterinário da Universidade de São Paulo (USP), onde ele recebia tratamento após o resgate.

De acordo o hospital, o potro chegou com um quadro neurológico comprometido, provavelmente provocado por batidas da cabeça, e uma lesão na coluna cervical na altura do pescoço. O animal também estava desidratado. A médica acredita que ele se machucou ao tentar se livrar de uma corda na qual ficou enroscado.

O cavalo foi levado para o Hospital Veterinário após um pedido de ajuda postado no Facebook ter mobilizado várias pessoas para o seu resgate. A postagem dizia que o animal estava amarrado, deitado debaixo do sol e não conseguia se levantar.

O proprietário foi até o terreno e acompanhou o resgate. Ele afirmou que estava tratando o animal de forma adequada com ração e água, mas foi multado pela Polícia Ambiental em R$ 3 mil e deverá responder por maus-tratos, cuja pena varia de três meses a um ano de detenção, além de multa, que é aumentada em caso de morte do bicho. As denúncias podem ser feitas pela Delegacia Eletrônica de Proteção Animal.

Fonte: G1/EPTV

Veja matéria anterior

Pássaros Silvestres são localizados pela PMA. Dono de Cavalo é autuado

07/10/2017

Durante esta sexta-feira, 6, policiais militares ambientais do 1º, 2º e 3º Pelotão de Polícia Militar Ambiental, pertencente à 7ª Cia. PMA, atendendo às denúncias lograram êxito em autuar pessoas que tinham em suas residências pássaros da fauna nativa silvestre, bem como a localização do proprietário de um eqüino que virilizou as redes sociais diante seu quadro de saúde. Um veículo furtado foi localizado em área de plantão de cana de açúcar.

Aguaí

Policiais Militares Ambientais do 2º Pelotão com sede na cidade de São João da Boa Vista/SP durante realização de fiscalização de focos de queimada, captados pelo satélite do site do INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) localizaram em uma propriedade rural no município de Aguaí/SP um Papagaio Verdadeiro (Amazona Aestiva) preso em uma gaiola.

O proprietário do local foi autuado de infração, sendo confeccionando um BOPM, o qual será encaminhado para a Delegacia de Polícia Judiciária da cidade, onde o agricultor, proprietário da área rural responderá por crime ambiental. O Papagaio foi apreendido e será levado para seu habitat natural.

Pirassununga

Durante Operação pela área da 7a Cia, no município de Pirassununga, após relevante comoção social face ao resgate de um de equino em estado deplorável de sobrevivência realizado por uma ONG protetora de animais do município, a Polícia Militar Ambiental do 1º Pelotão, através do Tenente PM Ivo, Cabo PM Melo e Soldado PM Mafra, após monitoramento das redes sociais e realização de várias diligências obtiveram êxito em identificar e localizar o responsável pelo animal em seu local de trabalho (Haras "Belo Vento") e quando indagado acerca da condição do animal relatou que "alugou cocho" de um terceiro que teria negligenciado sua a alimentação e que o animal ficou certo tempo com a corda envolta no pescoço sem que percebesse, o que teria ocasionado uma luxação grave no pescoço da jovem equino ("potra").

Diante dos fatos, e na posse de um laudo veterinário atestando situação de maus tratos, foi o "responsável" autuado pela PMAmb em R$ 3.000,00 por violação do artigo 29 da Resolução SMA 48/14 destacando que o infrator responderá pelo crime ambiental de "maus tratos" nos termos do artigo 32 da Lei 9605/98. O animal permanece internado no Hospital de Equinos da USP de Pirassununga sob cuidados da Dra Renata que aponta a possibilidade de realização eutanásia no animal em face de apresentação de grave lesão no pescoço, ficando o mesmo depositado em caráter provisório para a representante da ONG que viabilizou o resgate.

Pirassununga

Atendendo a uma denúncia versando sobre suposto comércio ilegal de aves silvestres na rua Mato Grosso Vla Brasil em Pirassununga, equipe da viatura A-01715 integrada pelo Comandante do 1º Pelotão PMA, Tenente PM Ivo, Cabo PM Melo e Soldado PM Mafra, lograram êxito em constar a manutenção em cativeiro sem autorização do órgão ambiental de sete (7) espécies de aves pertencentes a fauna silvestre nativa, sendo dois (2) pintassilgo,  dois (2) tico tico fogo, um (1) sanhaço, uma maritaca e uma coleirinha). Diante dos fatos, foi elaborado Auto de Infração Ambiental no valor de R$ 3.500,00 reais por violação do artigo 25 Resolução SMA 48 e o infrator responderá por crime ambiental nos termos da Lei 9605/98 ficando as aves depositadas em caráter provisório para o infrator, pois no momento não foi verificado local adequado para recepção e também encontrava se em avançado estágio de domesticação não sendo recomendável a soltura das mesmas.

Cabe salientar que na citada residência havia quantidade significativo de aves exóticos considerados animais domésticos para efeito de operacionalização do IBAMA (canário do reino, calopsita, manon, etc) em ótimas condições de salubridade com fartura de alimentação e água em abundância não cabendo assim para essas aves qualquer providência.

 

Mogi Guaçu

Em “Operação” pela área da 7a Cia, no município de Mogi Guaçu, em atendimento de denúncia versando suposto desmatamento para implantação de empreendimento. A equipe da viatura A-01713 composta pelos policiais militares ambientais, Cabo PM Luciano e Cabo PM Nilton lograram êxito em constatar a supressão de vegetação nativa objeto de especial preservação (Bioma Mata Atlântica) em estágio médio de regeneração em área correspondente a 0,15905 ha.

Diante dos fatos, foi elaborado Auto de Infração Ambiental valorado em R$ 1.113,00 por violação do artigo 50 da Resolução SMA 48/14 destacando que o infrator responderá na esfera penal nos termos da Lei 9605/98, ficando ainda a área objeto de autuação embargada.

Arthur Nogueira

Policiais Militares Ambientais do 1º Pelotão PMA recuperou um veículo produto de furto, quando na intensificação do patrulhamento preventivo na área rural do município de Arthur Nogueira (bairro Quilombo).

A equipe da viatura a-01713 composta pelos policiais Cabo PM Ramiro e Cabo PM  Everaldo lograram êxito em localizar o veículo Fiat/Tipo, ano 95, de placas GTV - 4698 de Arthur Nogueira/SP que produto de furto e estava abandonado em um canavial sob responsabilidade da Usina Ester.

Diante dos fatos foi feito contato com o delegado de Polícia daquele município e o proprietário do auto que se deslocou até o local com guincho para recolha do veículo. 

 

 

Comentários