Suspeito de tráfico é preso pela PM após denúncia

No final da noite de sexta-feira, 16, os Cabos PMs Mancin e Mattos, do policiamento de área de Pirassununga/SP, apoiados por outros policiais militares, devido a denúncia de tráfico chegada ao COPOM – 190 dizia que um homem conhecido nos meios policiais estaria nas proximidades de um Bar localizado na rua Mário Cantinho, no bairro de Vila São Pedro, zona leste. O denunciante passou a características do suspeito, bem como suas vestimentas.

Ao chegarem no Bar, os policiais viram o suspeito entregar algo para uma mulher que estava ao seu lado. Foi feita a abordagem, sendo encontrado seis (6) eppendorfs de cocaína com uma mulher, de 39 anos, e chão do bar ainda foram encontradas mais dois invólucros de maconha.

O suspeito, de 30 anos, foi revistado, mas nada foi encontrado, mas de acordo com a Polícia, ele confessou que dos seis (6) eppendorfs encontrados com a mulher, cinco (5) eram dele, dizendo desconhecer de quem seriam as drogas encontradas no chão, negando também que estaria vendendo, pois a droga era para seu consumo.

O suspeito recebeu voz de prisão e conduzido ao Plantão da Polícia Judiciária, onde o delegado de Plantão ratificou a voz de prisão dada pelos policiais, tendo o homem levado para a Central de Vagas permanecendo a disposição da Justiça.

Porte de drogas
Horas antes da prisão ocorrida na vila São Pedro, o Sargento PM Vandeir e Franco, do policiamento de área da 3ª Cia. de Pirassununga detiveram um adolescente de 15 anos, na Vila Santa Fé, Cerrado de Emas, o qual estaria, segundo denúncia vendendo drogas. Na casa do acusado os policiais encontraram vinte e nove (29) invólucros de maconha sobre o guarda-roupas que estava no quarto do suspeito e a quantia de R$ 10,50 reais em dinheiro.

De acordo com a Polícia, o menor confessou que estava vendendo cada invólucro por R$ 5,00 reais. O adolescente foi encaminhado ao Plantão da Polícia Judiciária onde foi qualificado e liberado, sendo a droga apreendida.

Fotos
    Nenhuma foto disponível para esta matéria.

Comentários